Viajando Com Pet Para o Exterior

by Redação da 50plusAbroad


Você sonha em viver a aposentadoria no exterior, mas não consegue imaginar sua vida sem seus queridos animais de estimação? Não se preocupe! Neste artigo, vamos explorar como é possível fazer a expatriação viajando com pet e oferecer os cuidados necessários ao viver no exterior.

Viajando Com Pet Para Viver uma Aposentadoria no Exterior

Para muitos brasileiros, a ideia de viver a aposentadoria em outro país é tentadora. Mas e se você tem animais de estimação que fazem parte da família?

A boa notícia é que é totalmente viável levar seus companheiros peludos (ou de penas, escamas, etc.) junto com você nesta jornada emocionante.

Mudando Para o Exterior: Viajando Com Pet
Mudando Para o Exterior: Viajando Com Pet – Foto de Krysten Merriman

Expatriação com Animais: O Que Você Precisa Saber

Antes de fazer as malas, é crucial entender as exigências e procedimentos envolvidos na expatriação com animais de estimação. Cada país possui regulamentações específicas em relação à importação de animais, que podem incluir vacinações obrigatórias, exames de saúde, microchipagem e até mesmo quarentenas.

Portanto, pesquisa minuciosa é fundamental para garantir uma transição suave para você e seus bichinhos.

Viajando Com Pet Para a Europa

Expatriar-se para a Europa com animais de estimação pode ser uma experiência maravilhosa, mas requer um planejamento meticuloso devido às regulamentações específicas em relação à importação de animais.

Aqui está uma visão geral das exigências e procedimentos envolvidos:

Vacinações Obrigatórias

Antes de viajar para a Europa com seu animal de estimação, é essencial garantir que eles estejam com suas vacinações em dia, especialmente contra a raiva.

A vacina antirrábica é obrigatória para a entrada de animais de estimação na maioria dos países europeus e deve ser administrada pelo menos 21 dias antes da viagem, de acordo com os requisitos da União Europeia.

Exames de Saúde

Além das vacinações, muitos países europeus exigem um certificado de saúde emitido por um veterinário credenciado. Esse documento atesta que o animal está saudável e livre de doenças transmissíveis.

Geralmente, o certificado de saúde deve ser emitido dentro de um prazo específico antes da viagem, que varia de acordo com o país de destino.

Microchipagem

A microchipagem é um requisito padrão para a entrada de animais de estimação na Europa. Cada animal deve ser identificado com um microchip que esteja em conformidade com os padrões internacionais ISO 11784/11785. O número do microchip deve ser registrado no passaporte ou certificado de saúde do animal.

Quarentenas

Embora quarentenas não sejam comuns para animais de estimação que viajam para a Europa a partir de países com baixo risco de raiva, algumas nações europeias podem exigir quarentenas em circunstâncias específicas.

Isso geralmente se aplica a animais que não estão em conformidade com os requisitos de vacinação ou que vêm de áreas com surtos de doenças específicas.

Mudando Para o Exterior: Viajando Com Pet
Mudando Para o Exterior: Viajando Com Pet – Foto de Jayson Lorenzo

Viajando Com Pet para os Estados Unidos

Expatriar-se para os Estados Unidos com animais de estimação é um processo que requer atenção especial às regulamentações específicas de importação de animais. Aqui estão as exigências e procedimentos envolvidos:

Vacinações Obrigatórias

A vacinação contra a raiva é obrigatória para a entrada de cães nos Estados Unidos. A vacinação deve ser administrada pelo menos 30 dias antes da chegada, mas não mais do que 12 meses antes. Além disso, alguns estados podem ter requisitos adicionais de vacinação, por isso é importante verificar as regulamentações específicas do estado para onde você está se mudando.

Exames de Saúde

Animais de estimação que viajam para os Estados Unidos precisam de um certificado de saúde emitido por um veterinário licenciado. Este documento deve atestar que o animal está saudável e livre de doenças transmissíveis. O certificado de saúde geralmente deve ser emitido dentro de 10 dias antes da viagem.

Microchipagem

Embora a microchipagem não seja um requisito obrigatório para a entrada nos Estados Unidos, é altamente recomendável. Um microchip pode ser uma forma adicional de identificação para o seu animal de estimação, caso ele se perca durante a viagem ou depois de chegar ao destino.

Quarentenas

Os Estados Unidos geralmente não exigem quarentenas para animais de estimação que entram no país, desde que estejam em conformidade com os requisitos de vacinação e saúde.

No entanto, se houver alguma suspeita de doença ou se o animal não estiver em conformidade com os regulamentos, as autoridades de saúde animal podem impor uma quarentena.

Mudando Para o Exterior: Viajando Com Pet
Mudando Para o Exterior: Viajando Com Pet – Foto de Jurie Maree

Viajando Com Pet para a América Latina

Quando se trata de expatriação com animais de estimação para a América Latina, é importante entender as regulamentações específicas de importação de animais de cada país na região. Aqui estão algumas considerações gerais sobre as exigências e procedimentos envolvidos:

Vacinações Obrigatórias

A maioria dos países da América Latina exige a vacinação contra a raiva para animais de estimação que entram no país.

Além disso, algumas nações podem ter requisitos específicos de vacinação para outras doenças comuns, como cinomose, parvovirose e hepatite canina para cães, e panleucopenia e rinotraqueíte para gatos.

É importante verificar as exigências do país específico para o qual você está se mudando.

Exames de Saúde

Muitos países latino-americanos exigem um certificado de saúde emitido por um veterinário licenciado. Este documento atesta que o animal está saudável e livre de doenças transmissíveis.

O certificado de saúde geralmente deve ser emitido dentro de um prazo determinado antes da viagem, que varia de acordo com o país.

Microchipagem

A microchipagem pode não ser um requisito obrigatório em todos os países da América Latina, mas pode ser altamente recomendável para facilitar a identificação do seu animal de estimação em caso de perda ou separação durante a viagem ou após a chegada ao destino.

Outras Considerações

Além das vacinações, exames de saúde e, em alguns casos, microchipagem, pode haver outras regulamentações específicas de importação de animais em certos países da América Latina. Por exemplo, alguns países podem ter restrições sobre a entrada de certas raças de cães consideradas perigosas.

Também é importante estar ciente das exigências de documentação, como passaportes para animais de estimação, que podem ser necessários em alguns países.

Mudando Para o Exterior: Viajando Com Pet
Mudando Para o Exterior: Viajando Com Pet – Foto de Yaroslav Shuraev

Viajando Com Pet para os Países asiáticos

Quando se trata de expatriação com animais de estimação para países do Oriente, como China, Japão, Tailândia e outros países asiáticos, é fundamental estar ciente das regulamentações específicas de importação de animais de cada nação.

Aqui estão algumas considerações gerais sobre as exigências e procedimentos envolvidos:

China

A China tem regulamentações rigorosas para a importação de animais de estimação. Geralmente, os animais devem ser microchipados, vacinados contra a raiva e outras doenças específicas, e passar por exames de saúde.

Além disso, pode ser necessário obter uma autorização prévia do governo chinês para a importação de animais.

Japão

O Japão possui requisitos estritos para a entrada de animais de estimação. Isso inclui vacinação contra a raiva, identificação por microchip, teste de anticorpos contra a raiva e um período de quarentena após a chegada ao país.

Os procedimentos de importação variam dependendo do tipo de animal e do país de origem.

Tailândia

A Tailândia também tem regulamentações específicas para a importação de animais de estimação. Isso pode incluir vacinações obrigatórias, como a vacina contra a raiva, exames de saúde e, em alguns casos, quarentena.

Os procedimentos exatos podem variar dependendo do tipo de animal e do país de origem.

Outros Países Asiáticos

Outros países asiáticos podem ter regulamentações diferentes em relação à importação de animais de estimação. É importante pesquisar as exigências específicas do país para o qual você está se mudando e garantir que seu animal esteja em conformidade com todas as regulamentações.

Mudando Para o Exterior: Viajando Com Pet -
Mudando Para o Exterior: Viajando Com Pet – Foto de Cong H

Cuidados com Animais ao Viver no Exterior: Dicas Importantes

Uma vez estabelecidos no novo país, é importante manter uma rotina de cuidados adequada para seus animais de estimação. Isso inclui encontrar um veterinário local de confiança, garantir que eles recebam a alimentação e os cuidados médicos adequados e proporcionar um ambiente seguro e confortável para eles se adaptarem ao novo lar.

Além disso, é crucial estar ciente das diferenças culturais em relação aos animais de estimação. Por exemplo, enquanto no Brasil é comum deixar os cães soltos em áreas públicas, em alguns países isso pode ser visto como irresponsável e até mesmo ilegal.

Portanto, esteja atento às normas locais para garantir o bem-estar de seus animais e evitar conflitos.

Conclusão

Morar fora do Brasil com animais de estimação pode parecer uma tarefa desafiadora, mas com o planejamento adequado e os cuidados necessários, é totalmente possível oferecer uma vida feliz e saudável para seus companheiros peludos no exterior.

Lembre-se de pesquisar as regulamentações específicas do país de destino, manter uma rotina de cuidados adequada e respeitar as normas locais relacionadas a animais de estimação.

Com essas precauções em mente, você estará pronto para embarcar nesta emocionante jornada de expatriação com seus fiéis amigos ao seu lado.

Nós te ajudamos em todas as etapas até sua emigração

Temos soluções completas para aposentados e donos de renda passiva que desejam morar no exterior. Podemos te ajudar com nossas ferramentas e serviços.

>